Blog de Iluminação Arqflex

5 mitos sobre luminotécnica que você deveria evitar

Publicado por Marina Andrade em 17/04/2018 às 14h39

 

Olá, lighting apaixonados!!! Vamos testar se você sabe mesmo sobre os mitos e verdades em iluminação? Hoje vamos citar 5 deles!

 

     O primeirão de todos:

 

  • Iluminação para maquiagem: Devemos alternar uma lâmpada de luz branca e uma de luz amarela.

     Mito!

     Nunca entendi bem de onde vinha esta ideia, até que alguns alunos me marcaram em um vídeo de uma blogueira famosa que explicava o motivo disso... Fez algum sentido o raciocínio, mas a veracidade técnica da informação está longe de ser esta.

     Ela dizia que a melhor luz de todas para a maquiagem é a luz do sol. Até aí, super certo! Mas depois ela disse que quando colocamos uma lâmpada amarela e outra branca reproduzimos a cor da luz do meio dia e a cor da luz do por do sol. Bem, aí já é viajem!

     O que importa mesmo em uma fonte de luz artificial onde se deseja uma boa reprodução de cores é o IRC (Índice de Reprodução de Cores) que é um índice medido de 0 a 100 e que quanto maior, mais cores aquela fonte luminosa reproduz. O sol tem IRC de 100 e independente da cor da luz, ao optar por uma fonte que precisa reproduzir muito bem as cores devemos optar por uma fonte luminosa que chegue perto disso. Esta informação é encontrada nos catálogos descritivos ou nas embalagens das peças.

  • Luz quente emite muito mais calor que a luz fria.

     Mito!

     Esta ideia vem do hábito das lâmpadas incandescentes, que transformam 95% da energia consumida em calor e só 5% em luz. Mas com a evolução das lâmpadas e principalmente dos leds, fontes de luz mais brancas ou mais amareladas hoje emitem a mesma quantidade de calor.

 

  • Luz branca ilumina mais que luz amarela.

     Mito!

     Mais uma inverdade amplamente divulgada baseada em uma sensação! Se você leu os posts anteriores já sabe que luz é medida em lúmens e não pela sua potência! Como podemos ver num trecho de um catálogo de lâmpadas, há situações em que um mesmo tipo de fonte pode emitir até mais luz sendo amarela do que branca.

 

  • Luz amarela dá sono!

     Verdade!

     O que acontece é que a luz amarelada influencia em nosso cérebro de forma a fazê-lo entender que é por do sol, hora do repouso. O cérebro então libera um hormônio denominado melatonina que é o responsável pelo estado de repouso do corpo. Por este motivo, ao ler sob a luz amarela, algumas pessoas dizem não conseguir ler direito. Neste caso não é porque está escuro, mas sim porque seu corpo entrou em estado de relaxamento.

 

  • Fita led não tem a mesma quantidade de luz que a lâmpada fluorescente.

     Aí depende!

     Como dissemos anteriormente, as os leds têm sofrido uma rápida evolução. Mas por sua excessiva procura, muitos fornecedores não oferecem produtos de qualidade. Existem então fitas led com alto consumo energético e baixa emissão luminosa, bem como fitas muitíssimo eficientes, com baixo consumo energético e altíssima emissão luminosa!

     Vale a pena comparar com as informações da lâmpada! As fitas led tensão de rede (que não são ligadas com driver e sim direto na rede elétrica) costumam ser muito pouco eficientes.

 

     E aí? Como se saiu nas respostas dos mitos e verdades?

     Comente aqui para nós e deixe sua sugestão de tema também! Será um prazer fazer um post sobre o assunto que você demandar!

 

     Grande abraço e até a próxima!

 

 

Tags: curso de iluminação, luminotécnica, dicas, escritório, espelho, iluminação, lâmpada fluorescente, led, lighting design, luz fria, luz quente

Enviar comentário

voltar para Blog de Iluminação Arqflex

left show tsN fwB|left tsN fwB|left show fwB|bnull|||news login fwB tsN fwR tsY b01 c05 bsd|normalcase fsN fwR b01 c05 bsd|normalcase b01 c05 bsd|login news normalcase fwR b01 c05 bsd|tsN normalcase fwR b01 c05 bsd|signup b01 normalcase c05 bsd|content-inner||

Telefone: (61) 3223-9772